Como se fosse a primeira vez.

    Sem disputar uma Copa desde 1982, época em que muitos peruanos não tinha nem nascido, o futebol peruano vivia 'adormecido' desde a aposentadoria em 1986 do meia Teófilo Cubillas, considerado o melhor jogador peruano de todos os temposAté que no ano de 2017, liderados pelos 'brasileiros' Ricardo Gareca ex-Palmeiras, Cueva do São Paulo, Paolo Guerrero e Miguel Trauco do Flamengo; a seleção Rojiblanca desbancou os favoritos Chile e Paraguai e conquistou uma vaga  para a Copa do Mundo da Rússia de forma até surpreendenteA conquista veio com muita emoção após uma vitória por 2 a 0 sobre a Nova Zelândia, pela repescagem das eliminatóriaspremiando assim a melhor geração no futebol recente do Peru. É difícil explicar o que representará para o povo andino ver sua seleção jogando o Mundial da Rússia. Talvez a melhor explicação seja a festa que aconteceu no dia 15 de novembro, após o termino da partida da repescagem. A intensidade foi maior até do que a que ocorreu em outros países após as conquistas de um título mundial - ver na foto abaixo. 
Fonte: Globoesporte
    Em termos esportivos a ida à Rússia representa o ressurgimento do futebol peruano. Pois entre o final da década de 60 e o início da de 80 a equipe Rojiblanca figurou entre as principais do futebol mundial. O melhor resultado em Copas do Mundo foi um 7º lugar em 1970 no México, quando o grupo foi treinado pelo brasileiro Didi e tinha como protagonista o meia Teófilo Cubillas. Em 1975 ocorreu a maior glória de Los Incas, que foi o bicampeonato da Copa América. A partir da Copa do Mundo de 1978, porém, a história mudou de rumo. No mundial da Argentina, o Peru teve uma escandalosa eliminação com direito a goleada por 6 a 0 da Argentina em partida do quadrangular semifinal. O placar dilatado e o comportamento sonolento dos jogadores suscitaram uma série de suspeitas sobre a real motivação de Los Incas em campo. A companha de 1982 também não foi boa, a seleção foi eliminada ainda na primeira fase ficando com a última colocação do grupo.
    Conquistada a vaga, a expectativa agora é que a seleção faça um bom papel. Os peruanos estão entre os oito países que mais compraram ingressos para jogos da Copa. A realidade porém é desafiadora. Até para os mais otimistas o título é encarado como uma missão impossível, ainda mais depois das complicações enfrentadas por dois de seus  grandes jogadores - ambos na foto* ao lado. Paolo Guerrero, o goleador da equipe, recebeu uma suspensão da FIFA e só poderá voltar aos gramados na véspera da competição. Além disso, o meia Cueva, que já foi o grande líder da equipe Tricolor, está em má fase e é um mero coadjuvante na equipe paulista. O desempenho da seleção portanto passa por Gareca recuperar seus craques. Eles junto com Jefferson Farfán, jogador do Lokomotiv de Moscou, são as estrelas que fazem o país sonhar em mais uma vez fazer história! 

*A fonte da imagem de Guerrero e Cueva é o site UOL

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Peru e Dinamarca estreiam em clima de decisão.

Que venha a Chape.

Mais um passeio em verde e branco.

A incrível história de Fernando Prass.

Valeu pelos três pontos.