Com emoção e polêmica, o Timão vence o quarto Derby seguido.

    Em jogo de muitas emoções e polêmicas, o Corinthians venceu o Palmeiras por 2 a 0, conquistando a quarta vitória seguida sobre o maior rival. De quebra o Timão acabou com a invencibilidade do Verde no Paulistão e se reabilitou com a própria torcida. 
     Rodriguinho foi a grande estrela do jogo e abriu o placar com um golaço no primeiro tempo, após um drible duplo em Borja e Antônio Carlos. O meia concluiu uma jogada  que teve 28 trocas de passes em um minuto e 23 segundos de posse de bola do Timão. O jogo até aquele momento estava bastante disputado e com jogadas duras como a de Fagner em Lucas Lima - na foto ao lado. Mais vibrante, o Timão levava vantagem no meio de campo, principalmente pela frouxidão na marcação do Palmeiras.
    No segundo tempo, o Palmeiras entrou mais aceso e disposto a empatar. O jogo ficou equilibrado com o time da casa defendendo a vantagem no placar. Foi quando entraram em campo as polêmicas de arbitragem. Raphael Claus apitou pênalti de Jaílson em Renê Júnior após passados quase 30 segundos do choque entre os dois jogadores - na foto abaixo.
 Fonte: Premiere Sportv
    Ao ver o ferimento na perna de Renê o juiz ainda deu cartão vermelho para o goleiro. Os palmeirenses ficaram furiosos e o jogo ficou paralisado por mais de seis minutos. O capitão Dudu chegou ameaçar tirar os companheiros de campo. Jaílson revoltado falou em 'roubo'. Fernando Pras entrou em campo no lugar de Lucas Lima. Após a confusão Jadson cobrou o pênalti para fora. Mas o estrago estava feito.
    Mesmo permanecendo a vantagem mínima no placar o fato é que com dez em campo o Verdão não conseguiu mais jogar. Nervosos, os jogadores alviverdes pareciam prontos para uma guerra campal. O Corinthians passou tranquilamente a tocar a bola e esperar a hora certa de definir a vitória. E o gol da vitória veio vinte minutos depois. E foi em novo pênalti para o Corinthians, desta vez de Dudu em Rodriguinho. Clayson cobrou e fez o segundo gol corintiano. Após uma ameça de olé, Borja recebeu amarelo por dar uma entrada violenta no adversário. Antes que começasse uma nova confusão Calus resolveu encerrar a partida mesmo sem ter dado os seis minutos de acréscimo que havia prometido. 
    No meio desta semana  ambos os times viajam para a Colômbia onde estreiam na Copa Libertadores. O clássico além de esquentar o debate nos botequins, redes sociais e padarias da cidade deve servir como aprendizado para ambas as equipes. Enquanto não recebe um centroavante qualificado, Carille parece ter encontrado uma formação que funciona, mas que evidentemente ainda precisa ser aprimorada. Já o palmeirense Roger deve esquecer as polêmicas de arbitragem e reorganizar o sistema defensivo que deu muita liberdade aos meias corintianos Jadson e Rodriguinho. Esse erro em um partida eliminatória ou da Libertadores poderá ser fatal.

A fonte da foto de Lucas Lima e Fagner é: Amanda Perobelli/Estadão

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Peru e Dinamarca estreiam em clima de decisão.

Que venha a Chape.

Vai começar a grande festa do futebol mundial!

A incrível história de Fernando Prass.

Foca no "Foquita".