Estréia de gala.

    Em uma noite inspirada de Lucas Lima (na foto abaixo) o Palmeiras estreou com vitória diante do Santo André e deixou animada a sua torcida para o resto do ano. É ainda a primeira partida oficial do ano e sob o comando de Roger Machado, mas o empenho e a habilidade de alguns jogadores deixaram uma boa impressão. Taticamente o Palmeiras manteve o 4-2-3-1 do ano passado, mas com Felipe Melo protegendo os zagueiros e também dividindo a saída de jogo com Lucas Lima. No ataque Roger propôs uma formação mais aberta no 3-4-3, ao estilo consagrado por Pep Guardiola.
Fonte: Levi Bianco/Brazil Photo Press/Folhapress
    O início da partida, porém foi bastante nervoso com ambas as equipes demonstrando falta de entrosamento e deixando espaços livres na marcação. O panorama começou a mudar quando Felipe Melo, que fez uma grande partida na proteção da zaga, passou a distribuir lançamentos de longa distância. Em um deles, aos 27 minutos, encontrou Borja livre, o atacante colombiano dominou com categoria e lançou Dudu que de calcanhar quase fez um gol espetacular. A bola bateu na trave e no rebote William Bigode concluiu para as redes.
    Com a vantagem no placar os jogadores do Palmeiras passaram esbanjar categoria com lances de efeito. Com tranquilidade, demorou apenas 9 minutos para sair o segundo gol. Após um rebote na finalização de Borja, Lucas Lima de voleio estufou as redes e caiu de vez nas graças da torcida palestrina - que esteve em bom público no Allianz Parque. O primeiro tempo terminou 2 a 0, mas poderia ter sido ainda mais dilatado para a equipe palmeirense, não fosse a sequência de gols perdidos no final desta etapa.
    Após o intervalo o Santo André voltou disposto a reagir. Fisicamente melhor, o Ramalhão passou a aproveitar os espaços na lateral direita da defesa do Palmeiras que voltou em ritmo lento devido ao cansaço visível de seus jogadores. E foi nas costas de Marcos Rocha o Santo André encontrou o caminho do Gol. Após drible desconcertante de Joãosinho em Antonio Carlos, o atacante cruzou na área, Jailson fez defesa parcial e a bola sobrou para João Lucas que diminuiu a diferença.
    Depois do gol a partida que estava morna passou a ficar emocionante com ambas as equipes buscando o ataque. Aos 19 minutos quase o time visitante consegue o empate. Após cruzamento da direita, Walterson finaliza, a bola bateu em Jailson e depois na trave. Na sequência, João Lucas sozinho carimbou novamente a trave!  Só após essa incrível sequência de finalizações Roger Machado começou a mexer na equipe. Saíram Tchê-tchê que não fazia mais a cobertura dos laterais para entrada de Bruno Henrique. O volante reforçou a marcação junto com Felipe Melo que passou a formar um trio de zagueiros. Keno também entrou  no lugar do cansado Dudu para dar velocidade ao ataque. Aos 31, Antônio Carlos despencou com câimbras e precisou para entrada de Juninho com isso. O jogo continuou tenso com o Santo André animado em busca do gol, mas agora a defesa tinha ganho novo folego e o ataque uma nova opção.
    Foi quando a categoria dos jogadores alviverdes voltou a fazer a diferença. Felipe Melo voltou a distribuir seus lançamentos e Lucas Lima que estava apagado na segunda etapa se aproximou de Keno que em velocidade passou a criar grandes oportunidades pela ponta. Aos 37 Keno avança em velocidade e finaliza na trave! Após a finalização Domingos tirou de qualquer forma e a bola chegou em Victor Luis que retomou a jogada devolvendo para Keno. Ele tabelou com Lucas Lima, entrou na área e finalizou no canto do veterano Neneca! O 3 a 1 praticamente selou a vitória palmeirense. O Santo André ainda insistiu pelo lado esquerdo de seu ataque aproveitando o período de adaptação de Marcos Rocha em São Paulo, mas sem sucesso. Keno ainda teria mais oportunidades mas o placar se manteve o mesmo até o apito final.

FICHA TÉCNICA 
PALMEIRAS 3 X 1 SANTO ANDRÉ 

Data: 19h30min de 18 de janeiro de 2018
Local: Allianz Parque, em São Paulo 
Árbitro: Salim Fende Chavez Auxiliares: Bruno Salgado Rizo e Alberto Poletto Masseira Público: 31.678 
Renda: R$ 1.917.947,46 
Cartão amarelo: Walterson (Santo André) 
Gols: Willian, aos 27 minutos, Lucas Lima, aos 36 do primeiro tempo, e Keno, aos 38 do segundo (Palmeiras); João Lucas, aos 13 do segundo tempo (Santo André) 

PALMEIRAS: Jailson; Marcos Rocha, Thiago Martins, Antônio Carlos (Juninho) e Victor Luis; Felipe Melo, Tchê Tchê (Bruno Henrique), Lucas Lima e Dudu (Keno); Willian e Borja Técnico: Roger Machado 
SANTO ANDRÉ: Neneca; Jonathan Bocão (Foguete), Sueliton, Domingos e Paulinho; Adriano (Walterson), Dudu Vieira, Flávio e Aloisio (João Lucas); Joãozinho e Lincom Técnico: Sérgio Soares

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Peru e Dinamarca estreiam em clima de decisão.

Vai começar a grande festa do futebol mundial!

Foca no "Foquita".

Que venha a Chape.

Valeu pelos três pontos.