A dura realidade tricolor

    Na tarde deste último domingo o São Paulo recebeu o Atlético Mineiro pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. O jogo era importante para o Tricolor se aproximar dos líderes do torneio, porém quem levou a melhor foi o Galo. Com gols de Cazares e Rafael Moura, o He-Man, a equipe mineira fez 2 a 1. O resultado premiou a equipe que aproveitou melhor as oportunidades criadas.
    O Atlético começou a partida avassalador e abriu o placar logo aos 8. Depois de Lucão afastar mal, Robinho acionou Cazares que bateu de fora da área para fazer um golaço! A pressão continuou e os mineiros quase ampliaram com Robinho que chutou de fora da área e com Elias cabeceando na pequena área. Passado o susto, o São Paulo se reorganizou e equilibrou a partida. Com posse de bola, o objetivo era apostar na estrela de Lucas Pratto. O artilheiro porém perdeu duas grandes, ambas finalizando de dentro da área. O jogo ficou franco, com o time da casa criando, mas também se expondo aos contra-ataques. 
    O segundo tempo começou agitado e o gol de empate do São Paulo saiu logo no primeiro um minuto. Marcinho aproveitou a assistência de Junior Tavares e marcou. Com o empate o Tricolor avançou mais a marcação, mas mesmo com a bola nos pés criou poucas chances efetivas de virar o jogo. Até que aos 35 veio o castigo, após nova falha de Lucão, Rafael Moura completou para o gol. Nos últimos minutos o São Paulo caiu de produção e não assustou o goleiro Victor.
    Após o jogo, Lucão, que foi muito vaiado, 'deixou escapar' na entrevista que está de saída do tricolor. O clima para ele está cada vez pior, pois tem falhado sistematicamente e a negociação pode ser a melhor solução.
 Fonte: UOL
    Já o técnico Rogério Ceni (foto acima) tentou amenizar o fracasso enaltecendo a chances criadas. Apesar do "otimismo" ficou claro que o pensamento deixa de ser na briga pelo título para ser no jogo seguinte. Ceni ainda admitiu a equipe está um pouco abaixo do que ele gostaria Para ele mas um dos motivos foi a mudança recente no sistema de jogo. Após as eliminações do primeiro semestre 'o modelo europeu' se 'abrasileirou' e a equipe passou a marcar pressão sem uma linha alta. 
    Com o resultado o Atlético-MG foi a 9 pontos e deixou a zona de rebaixamento enquanto o São Paulo estacionou nos 10 pontos e caiu para região intermediária da tabela do Brasileirão.


FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 1 X 2 ATLÉTICO-MG

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 18 de junho de 2017 as 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Braulio da Silva Machado Assistentes: Kleber Lucio Gil e Neuza Ines Back 
Cartões amarelos: Cueva e Júnior Tavares do São Paulo e Rafael Carioca do Atlético.
Público: 22.704 pagantes
Renda: R$ 576.735,00

GOLS: Cazares, aos 7 minutos do 1º tempo. Marcinho, aos 45 segundos e Rafael Moura, aos 35 minutos do 2º tempo.

SÃO PAULO: Renan Ribeiro; Militão (Bruno), Lucão e Maicon; Marcinho; Jucilei, Cícero (Gilberto) e Junior Tavares; Wellington Nem (Thiago Mendes), Pratto e Cueva
Técnico: Rogério Ceni
ATLÉTICO-MG: Victor; Alex Silva, Léo Silva, Felipe Santana, Fábio Santos; Rafael Carioca (Ralph), Yago, Elias, Cazares (Rodrigão); Robinho (Luan) e Rafael Moura
Técnico: Roger Machado

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Peru e Dinamarca estreiam em clima de decisão.

Que venha a Chape.

Vai começar a grande festa do futebol mundial!

Valeu pelos três pontos.

Foca no "Foquita".