Não era o que a Fiel queria!

    No último sábado, Corinthians e Chapecoense ficaram no 1 a 1 em duelo pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro 2017. A Chape que vinha de três derrotas teve uma boa atuação em Itaquera e conseguiu brecar a ascensão do campeão paulista. O Corinthians não repetiu a qualidade das últimas atuações para decepção dos 31.724 torcedores presentes.

Fonte: UOL
Na foto estão os destaques da partida: Rodriguinho e João Pedro

    A Chapecoense, atual campeã catarinense, começou a partida empolgada e pressionou o Corinthians em seu território. Aos 5 minutos um chute de Rossi ainda carimbou a trave de Cássio. Após o susto inicial, o Corinthians se organizou, passou a ter o domínio do jogo e a criar oportunidades. E com a bola no pé, conseguiu abrir vantagem aos 22 minutos por intermédio de Jô que dominou a bola, se desvencilhou dos zagueiros e concluiu em gol dentro da grande área - mostrando a frieza de um verdadeiro centroavante. O público da arena foi ao delírio.
    A Chape precisou avançar novamente e o jogo ficou ao melhor estilo para o Corinthians: defesa bem postada e partindo em contra-ataques rápidos liderados por Jadson e Rodriguinho em busca do oportunismo de Jô e Romero.
    Aos 40 minutos, porém, a notícia triste da partida, Pablo tentou cortar um lançamento que ia para o atacante Arthur, caiu no chão e se lesionou. Nesta semana saberemos a gravidade da contusão que pode tirar o zagueiro alvinegro das próximas partidas. O desfalque será um grande problema para a defesa corintiana - que tem sido o ponto forte da equipe neste ano.
    Os números da primeira etapa mostram bem o perfil do Timão de Fábio Carille, o alvinegro fez três finalizações perigosas e marcou um gol enquanto a Chape concluiu três vezes mais, 9, mas levou pouco perigo a Cássio – teve somente a bola na trave.
    No segundo tempo, a Chape se arriscou mais e foi premiada aos 10 minutos com o gol de Wellington Paulista que aproveitou o rebote de uma cabeçada de Arthur que bateu no travessão. O gol fez justiça ao que havia ocorrido no jogo até aquele momento
    Com a igualdade, o jogo ficou mais tenso e para acalmar os ânimos a arbitragem começou a distribuir cartões. Foram amarelados o lateral Fagner, Wellington Paulista e o meia Andrei Girotto. A partir dos 23 minutos os técnicos perceberam o cansaço dos atletas - ambos vinham de maratonas - e começaram a mudar suas equipes. Entraram Léo Jabá e Kazim pelo Corinthians além de Osman, Nenén e Nadson pela Chape.
    O jogo então caiu tecnicamente e apesar da pressão alvinegra nos últimos minutos o empate prevaleceu. Assim os dois clubes somam o um ponto na competição. Pior para o Timão que jogou em casa. 
    A estratégia que levou ambas as equipes aos respectivos títulos estaduais pode não ser suficiente para colocá-los na disputa pelo título nacional. Considerando a formula de disputa do brasileirão a evolução precisa ocorrer já na próxima rodada. É quando o Corinthians vai ao Barradão enfrentar o Vitória, enquanto a Chapecoense recebe o Palmeiras, na Arena Condá. 


FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 1 x 1 CHAPECOENSE
LOCAL – Arena Corinthians em São Paulo.
RENDA – R$ 1.477.730,80. PÚBLICO – 31.470 pagantes. ÁRBITRO – Elmo Alves Resende Cunha (GO).
GOLS – Jô, aos 22 minutos do primeiro tempo; Wellington Paulista, aos 10 minutos do segundo tempo.
CARTÕES AMARELOS – Rodriguinho e Fagner (Corinthians); Wellington Paulista e Andrei Girotto (Chapecoense).

CORINTHIANS – Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo (Pedro Henrique) e Guilherme Arana; Gabriel (Kazim) e Maycon; Jadson, Rodriguinho e Romero (Léo Jabá); Jô. Técnico: Fábio Carille.

CHAPECOENSE – Jandrei; Apodi, Victor Ramos, Luiz Otávio e Reinaldo; Andrei Girotto, Luiz Antônio (Nadson) e João Pedro; Rossi (Neném), Wellington Paulista (Osman) e Arthur Caike. Técnico: Vagner Mancini.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Peru e Dinamarca estreiam em clima de decisão.

Que venha a Chape.

Vai começar a grande festa do futebol mundial!

Mais um passeio em verde e branco.

A incrível história de Fernando Prass.