Rodada alvinegra!

    Nas duas partidas de ida das semifinais Ponte Preta e Corinthians conseguiram boas vitórias e levam grande vantagem para o jogo de volta, que vale vaga para a finalíssima do Paulistão 2017. Veja abaixo um resumo de como foram esses jogos.

Chocolate da Macaca
    Em Campinas, a Macaca jogou ligada no 220 Volts e atropelou o Palmeiras por 3 a 0 no Moisés Lucarelli. A Ponte dominou amplamente o partida e impôs ao Verdão sua pior derrota no ano. Com uma marcação intensa os alvinegros roubavam a bola e partiam em ataques rápidos puxados por Clayson e concluídos pela dupla dinâmica Lucca e William Pottker. Pelo lado palmeirense os atletas pareciam ainda em recuperação pelo desgaste do jogo contra o Penarol e entraram desligados em campo. Quando perceberam que estavam em Campinas numa partida semifinal, o resultado já havia sido definido. O destaque negativo foram os laterais Zé Roberto e Jean que estiveram em tarde infeliz e ficavam sempre expostos a velocidade do rival. 
    Para o jogo de volta, no próximo sábado às 19 horas no Allianz Parque, a Ponte se classifica com derrota por até dois ou gols de diferença. Caberá ao Verdão mostrar a força de seu elenco milionário e vencer por pelo menos três gols para levar as penalidades ou 4 para garantir vaga à grande final. 

PONTE PRETA 3 x 0 PALMEIRAS 
Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas 
Data: 16 de abril de 2017 as 16 horas 
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP) 
Público: 12.843 pagantes Renda: R$ 376.645,00 
Cartões amarelos: Jadson, Jeferson, Fernando Bob e Reynaldo (Ponte Preta); Thiago Santos, Borja e Mina (Palmeiras) 
Gols: William Pottker, aos 40s; Lucca, aos 7min e Jeferson, aos 33min do 1º tempo 

PONTE PRETA: Aranha; Jeferson, Marllon, Yago e Reynaldo (Artur); Fernando Bob, Elton e Jadson (Wendel); Clayson (Lins), William Pottker e Lucca. Técnico: Gilson Kleina

PALMEIRAS: Fernando Prass; Jean, Mina, Edu Dracena e Zé Roberto; Felipe Melo; Willian (Róger Guedes), Alejandro Guerra (Michel Bastos), Tchê Tchê e Dudu; Miguel Borja (Alecsandro) Técnico: Eduardo Baptista

Timão sai na frente

    Em mais uma atuação pragmática o Corinthians venceu o São Paulo por 2 a 0 em pleno Morumbi.
Os gols alvinegros foram de Jô 'rei dos clássicos' e Rodriguinho - que foi também o melhor em campo. 
Além de mostrar consistência defensiva e da precisão nos contra-ataques, marca registrada da era Carille, a vitória do Timão contou com uma "ajudinha" do adversário. O ataque tricolor foi mais uma vez burocrático enquanto a defesa mal posicionada dava liberdade ao toque de bola do adversário. A derrota pareceu um repeteco do fracasso diante dos mineiros, ocorrido também no Morumbi, no meio de semana. Desta vez a paciência da torcida acabou vaiou muito os atletas no fim do jogo. Apenas Pratto, por que mostrou raça e o ídolo Ceni foram poupados.
    Aos 39 minutos do primeiro tempo ocorreu o lance mais bonito da partida. E não foi um gol. Após confusão na área tricolor, o juiz Luiz Flávio de Oliveira deu cartão amarelo para o atacante Jô por um suposto pisão no goleiro Renan Ribeiro. A punição tiraria  do jogo de volta das semifinais. Em um gesto raro nos dias de hoje, Rodrigo Caio avisou que foi ele o autor do choque no goleiro. Percebendo a lambança, o arbitro voltou atrás na aplicação do cartão e ainda agradeceu a ajuda do zagueiro.
    O jogo da volta acontece no próximo dia 23, às 16 horas, na casa do Corinthians. Com a vantagem conquistada, o Timão classifica com derrota por um gol de diferença. Já o São Paulo precisa reagir imediatamente pois corre o risco de sair precocemente do Paulista e da Copa do Brasil - das duas competições neste semestre. Seria um baque muito grande! 

SÃO PAULO 0 X 2 CORINTHIANS

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo 
Data: 16 de abril de 2017, as 19 horas
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira
Público: 45.366 Renda: R$ 1.448.769,00
Cartão Amarelo: Luiz Araújo e Jucilei (São Paulo); Romero, Pablo e Maycon (Corinthians)
Gols: Jô aos 20 minutos e Rodriguinho aos 47 minutos do 1º tempo

SÃO PAULO: Renan Ribeiro; Araruna (Thomaz), Maicon, Rodrigo Caio e Junior Tavares; Jucilei, Thiago Mendes e Cueva; Wellington Nem (Cícero), Luiz Araújo (Gilberto) e Lucas Pratto. Técnico: Rogério Ceni

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Jadson (Clayton), Rodriguinho (Camacho) e Romero; Jô. Técnico: Fábio Carille

Fonte das imagens: ESPN.com - UOL

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Peru e Dinamarca estreiam em clima de decisão.

Que venha a Chape.

Vai começar a grande festa do futebol mundial!

Foca no "Foquita".

Valeu pelos três pontos.