Na raça!

    Em jogo muito intenso e tenso, como tem sido nos últimos três anos esse clássico, o Verdão conseguiu uma vitória heroica sobre o Santos por 2 a 1 em partida realizada na Vila Belmiro. O resultado quebrou um jejum de 5 anos de invencibilidade do Alvinegro contra o Palmeiras na Vila, coloca o Palestra como líder geral do campeonato e ainda deixa o Peixe fora da zona de classificação de seu grupo - situação complicada considerando que restam apenas três rodadas para o fim da primeira fase.
    No início da partida, a equipe da casa repetiu o roteiro dos últimos clássicos na Vila Belmiro contra o Alviverde, com mais posse de bola e comprimindo o adversário em seu campo de defesa. Na velocidade de seus atacantes o atual campeão brasileiro também levou perigo no contra taque obrigando Vladimir a também fazer grandes defesas. Apenas nos últimos minutos desta etapa o jogo equilibrou e, de forma franca, propiciou grandes emoções para ambos os lados.   
    No segundo tempo mais pressão Santista e o goleiro palmeirense Fernando Prass se consagrou com defesas espetaculares em sua melhor atuação no ano. Aos 29 minutos, Ricardo Oliveira desencantou e materializou a pressão fazendo o gol inaugural do jogo. A partir do gol e das entradas de Roger Guedes e Willian, porém o Palmeiras partiu para o ataque expondo a defesa frágil do Santos diante do melhor ataque do campeonato paulista. Com gols de Jean e Willian aos 41 e 43 minutos respectivamente, os palmeirenses arrancaram uma virada espetacular. O resultado premiou a raça de uma equipe que já vinha de uma sequência cansativa de grandes jogos e parece, neste momento, mais preparada para vencer os ambiciosos desafios que virão.

SANTOS 1 x 2 PALMEIRAS 
Data e hora: 19/3/2017 (domingo), às 18h30 (de Brasília)  Local: Vila Belmiro

Santos: Vladimir; Victor Ferraz (Matheus Ribeiro), Lucas Veríssimo, David Braz e Zeca; Renato e Thiago Maia (Rodrigão); Vítor Bueno (Vladimir Hernández), Lucas Lima e Bruno Henrique; Ricardo Oliveira. 
Treinador: Dorival Júnior 

Palmeiras: Fernando Prass; Jean, Mina, Edu Dracena e Zé Roberto (Willian); Felipe Melo e Tchê Tchê; Keno (Roger Guedes), Guerra (Egídio) e Dudu; Borja. 

Treinador: Eduardo Baptista

Fonte da imagem: Globoesporte

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Peru e Dinamarca estreiam em clima de decisão.

Que venha a Chape.

Vai começar a grande festa do futebol mundial!

Foca no "Foquita".

Valeu pelos três pontos.