Esse moleque é liso!

    No duelo entre dois meio-campistas habilidosos a vantagem claramente foi do tricolor Cuevas. Em parceria com o endiabrado Luiz Araújo o peruano e seus colegas de armação dominaram as ações com a bola e também o placar na Vila Belmiro. O resultado, acabou um tabu de quase seis anos do peixe sem derrotas nos jogos em Santos pelo Paulistão.
    O primeiro tempo foi mais equilibrado e o Santos foi quem abriu o placar com Copete, depois perdeu boas oportunidades de ampliar. Num erro grosseiro, Zeca cometeu pênalti em Gilberto que Cuevas converteu. O empate teve sabor doce aos tricolores que puderam se reorganizar para segunda etapa.
    Aí entrou o toque do ‘Mito’. Rogério Ceni colocou Luiz Araújo no lugar de Neilton que foi inoperante enquanto esteve em campo. Foi a chave para o São Paulo dominar o meio de campo e ainda explorar a velocidade de garoto pelo lado esquerdo do campo. Com a mudança, o gigante da Vila ficou assistindo o toque de bola e o amplo repertório do ataque tricolor. Nesse cenário Luiz Araujo abriu vantagem no marcador - foto abaixo.
Fonte: Globoesporte
    No fim do jogo, de forma atabalhoada, o Peixe ainda buscou uma reação, mas abriu-se para os contragolpes do São Paulo que levaram muito perigo. Assim, saiu mais um gol de Luis Araujo que definiu o placar em 3 a 1. E foi pouco! Não fossem as intervenções do goleiro Vladimir poderia ter saído uma goleada.
    Além da apresentação de gala do tricolor chamou a atenção o segundo tempo ruim dos Santistas principalmente da estrela Lucas Lima e do atacante Rodrigão que estiveram muito abaixo do que podem render. Ricardo Oliveira e Renato fizeram muita falta. Após o jogo, festa dos jogadores tricolores e vaias da pequena torcida presente no estádio ao elenco alvinegro.
    Com o resultado, ambas as equipes ficam seis pontos, porém o Santos cai para a segunda colocação do grupo D e o São Paulo permanece na liderança da chave B.


Ficha Técnica

SANTOS 1 X 3 SÃO PAULO
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 15/02/2017 (quarta-feira)
Árbitro: Vinicius Gonçalvez Dias Araújo (SP) Auxiliares: Anderson José de Moraes Coelho e Bruno Salgado Rizo (SP)
Público: 11.320 pessoas  Renda: R$ 455.425,00
Cartões amarelos: Thiago Mendes, Cueva, Cícero, Neílton (São Paulo); Zeca, Rodrigão (Santos)
Gols: Copete, aos 10min, Cueva, aos 36min do primeiro tempo; Luiz Araújo, aos 10min e aos 27min do segundo tempo

SANTOS
Vladimir; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Yuri e Zeca; Leandro Donizete (Bruno Henrique), Thiago Maia e Lucas Lima (Thiago Ribeiro); Vitor Bueno, Copete e Rodrigão (Kayke)
Técnico: Dorival Júnior
SÃO PAULO
Sidão; Buffarini, Maicon, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; João Schmidt, Thiago Mendes (Araruna), Cícero; Neilton (Luiz Araújo), Gilberto e Cueva (Bruno)

Técnico: Rogério Ceni

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Peru e Dinamarca estreiam em clima de decisão.

Que venha a Chape.

Vai começar a grande festa do futebol mundial!

Mais um passeio em verde e branco.

A incrível história de Fernando Prass.